Luz para a Vida

O plano de Deus

Apologética

Estudos Bíblicos

Curiosidades

Contacto

 

 

O ABORTO SEGUNDO A BÍBLIA


Subpágina

O DESENVOLVIMENTO FETAL

Fonte:

Westside Pregnancy Resource Center (wprc.org)

 •• Voltar ao artigo principal

 

Esta notável fotografia (à esquerda) de um bebé minúsculo no saco amniótico, obtida após uma cirurgia de uma gravidez etópica, em 1972.
Esta foto demonstra o desenvolvimento de um bebé com somente seis semanas após a concepção.
Créditos: Universidade de Minnesota, pelo fotógrafo médico, Robert Wolfe

2 SEMANAS (*)

(*) Nota: O tempo de gravidez é contado desde o primeiro dia do último período menstrual da mãe. Isto significa que no momento da concepção, a criança é considerada como tendo de uma a duas semanas.

Fertilização: o esperma e o ovo juntam-se no tubo falópio para dar forma original ao ser humano. Os cromossomas combinam-se, assim pré-determinando todas as características físicas de uma pessoa.

Ovo fertilizado. A foto ao lado é de um ovo fertilizado, somente trinta horas após a concepção. A foto apresenta o ovo ampliado, mas na realidade não é maior do que a cabeça de um alfinete !
Ainda rapidamente, dividindo-se, o embrião torna-se um zyglote, neste estágio, flutuando para baixo do tubo falópio e para o útero.

3 A 5 SEMANAS

3 SEMANAS
Uma vez no útero, o embrião desenvolvendo-se, busca um lugar agradável para permanecer, abaixo da superfície do útero. O saco produz pilhas do sangue durante as semanas adiantadas da vida. A criança tem somente 1/6 de polegada, mas desenvolve-se repaidamente. A espinha dorsal, a coluna e o sistema nervoso estão a começar a ter forma. Do mesmo modo, os pulmões, o fígado, e os intestinos estão também a formar-se.

4 SEMANAS
O embrião produz as hormonas que param o ciclo menstrual da mãe.

5 SEMANAS
Pelo dia vinte e um, o coração minúsculo do embrião começa bater. O tubo neural amplia-se em três porções, para transformar-se logo num cérebro muito complexo. A placenta começa a funcionar. A espinha cresce mais rapidamente do que o resto do corpo neste estágio e dão a aparência de uma cauda. Isto desaparece enquanto a criança continua a crescer.

7 SEMANAS

As características faciais são visíveis, incluindo uma boca e uma língua.
Os olhos têm um retina e uma lente. O sistema principal do músculo é desenvolvido.
A criança tem seu próprio tipo do sangue, distinto do da mãe.
Estas porções de sangue são produzidas pelo fígado agora em vez do saco.

8 SEMANAS

A criança ainda não nascida, chamada de feto neste estágio, mede metade de uma polegada.
A pessoa minúscula é protegida pelo saco amniotico, enchido com o líquido. Dentro dele, a criança nada e move-se graciosa.
Os braços e os pés alongaram, e os dedos podem ser vistos.
Os dedos do pé desenvolver-se-ão nos dias seguintes.
As ondas de cérebro podem ser medidas.

 

10 A 12 SEMANAS

10 SEMANAS
O coração encontra-se desenvolvido quase na totalidade e assemelha-se muito ao de um recém-nascido.
Uma abertura de artéria no coração e pela presença de uma válvula de desvio, muito do sangue é afastado dos pulmões, porque o sangue da criança é oxigenado através da placenta.
Vinte dentes minúsculos do bebé formam-se nas gengivas.

12 SEMANAS
As cordas vocais estão completas, e a criança geme e grita às vezes (silenciosamente).
O cérebro está totalmente formado, e a criança pode sentir a dor.
O feto pode mesmo sugar o seu próprio polegar.
As pálpebras cobrem agora os olhos, e permanecerão fechadas até o sétimo mês para proteger as fibras ópticas delicadas do nervo.

14 A 16 SEMANAS

14 SEMANAS
Os músculos alongam e tornam-se organizados. A mãe começará logo sentir as primeiras vibrações da criança que retrocede e que move-se dentro.

15 SEMANAS
O feto já tem gosto correspondente a um adulto e pode saborear as refeições da própria mãe.

16 SEMANAS
A criança desenvolve-se rapidamente no peso. Nas sobrancelhas, surgem as pestanas começa a surgir cabelo fino.
A criança pode agarrar com as suas mãos, pontapeia e sente o calor.

20 SEMANAS

A criança pode ouvir e reconhecer a voz da sua mãe.
Embora ainda pequeno e frágil, o bebê está a crescer rapidamente e poderia possivelmente sobreviver se nascesse neste estágio.
As unhas e as impressões digitais aparecem.
Os órgãos do sexo são visíveis. Usando um dispositivo de ultrasom, o médico pode dizer se a criança for uma menina ou um menino. A segunda foto a contar da esquerda mostra que se trata de uma menina.

24 SEMANAS

Visto na foto ao lado com seis meses, a criança é coberta com um cabelo fino, chamado lanugo.
A sua pele macia é protegida por uma substância chamada vernix.
Alguma desta substância pode ainda estar na pele da criança aquando do nascimento, caso em que será absorvido rapidamente.
A criança pode respirar, inalando líquido amniótico nos pulmões, desenvolvendo-os.

30 A 32 SEMANAS

30 SEMANAS
Por diversos meses, o cordão umbilical foi a ligação do bebé à mãe. O alimento é transferido do sangue da mãe, através da placenta, e no cordão umbilical ao feto.
Se a mãe ingerir alguma substância tóxica, tal como drogas ou o álcool , o bebé receberá estes também.

32 SEMANAS
O fetus dorme de 90 a 95% do dia, e experimenta às vezes o sono REM, uma indicação de sonhar.

38 A 40 SEMANAS

O bebé está preparado para a vida fora do útero da sua mãe.
No nascimento a placenta destacará do lado do útero e o cordão umbilical cessará de trabalhar, quando a criança fizer as suas primeiras respirações do ar.
A respiração de arprovocará mudanças na estrutura do coração e contorneará as artérias que forçarão todo o sangue para viajar agora através dos pulmões.
Bem-vindo a este mundo!